provocacoes

PROVOCAÇÕES

Written by Giovanni Nunes on . Posted in Crônicas e Artigos

Dizem que a vida dá mais privilégios e oportunidades de sucesso a aqueles que são abençoados com inteligência. Bom dizem, não é!?!

Então, como explicamos casos de pessoas inteligentes condenadas por crimes e delitos cometidos ao longo de uma carreira que muitos consideravam brilhante. Há muitos casos de pessoas bem-sucedidas e extremamente inteligentes que no final das contas estavam enganando todos ao seu redor.

Se fosse mesmo verdade que a inteligência pode levar uma pessoa ao sucesso, o que pode levar uma pessoa inteligente ao fracasso? Com certeza não a sua falta – inteligência.

Na jornada particular de cada um o que se procura de certa forma é encontrar o caminho que leve as conquistas. Este caminho é repleto de escolhas que constantemente temos que fazer, então chegamos a uma simples conclusão de que ninguém planeja fracassar. Entre o certo e o errado sempre teremos na mente que nossas escolhas nos guiam para lado positivo.

E aqui vamos nós, então por que situações negativas acontecem se estamos empenhados em acertar e fazer o que é certo? Apesar da pergunta ser provocativa não é a melhor maneira de abordar o assunto, vejamos por outro ângulo a mesma questão.

Em vez de tentar explicar porque o mundo não sorri para nós, mesmo quando esforçamos em tentar acertar na vida, em vez de tentar justificar por que fracassamos ou tentar compreender que coisa boas e ruins acontecem em função do destino vamos olhar o nosso comportamento perante as adversidades.

Muitas vezes nos consideramos vítimas em nosso inconsciente. Isto nos prende a ideia de que somos impotentes diante dos acontecimentos, somos levados a acreditar – e pior, por nós mesmos – de que não temos controle sobre um determinado fato ou situação, o que por sua vez no leva a agir passivamente. Seria assim, se não tem jeito então vou me acostumar com o que a vida me oferece. Vamos nos ajustando no desconforto até que ele nos pareça satisfatório.

Pense agora no seguinte exemplo, uma pessoa de elevado QI – quociente de inteligência – como dizem alguns psicólogos, mas que use esta mesma inteligência de modo desastroso e outra cujo o QI seja considerado normal ou até mesmo pouco inteligente, mas que tenha uma atitude positiva e otimista e consiga extrair o máximo da sua pouca capacidade intelectual.

Qual deles podemos esperar conquistas sólidas? Considerando o fato acima, podemos ver que pessoas inteligentes podem produzir uma vida medíocre e cheia de fracassos. E que uma pessoa cujo a o intelecto seja mediano pode ter resultados extraordinários.

Este exemplo nos remete a aceitar a ideia de concordar que a inteligência por si só, não é o fator de maior impacto nos resultados que colhemos em nossa vida, mas em que lado do grupo de pessoas nos posicionamos. Quando digo grupo estou me referindo a aquelas pessoas que toma as rédeas sobre os acontecimentos e se responsabilizam pelos resultados criando atitudes para transformar sua realidade ou aquelas que escrevem na testa que são vítimas dos fatores externos ao seu controle.

Se você se encaixa neste último grupo então precisa rever os tipos de pensamentos que carrega em seu íntimo, porque não podemos mais levar a vida acreditando que é a inteligência que nos leva ao topo, pois assim teremos que justiçar que a falta dela nos leva ao fracasso.

Copyright: Sociedade Brasileira de Bugei - Todos os direitos reservados